O EXTRAORDINÁRIO MUNDO DA MÚSICA ELETRÔNICA NA ÁFRICA DO SUL

postado em: MÚSICA | 0

Quando se pensa em mecas de festivais de música eletrônica, a Cidade do Cabo provavelmente não é a primeira cidade que vem à mente. Situado lindamente entre montanhas e oceanos, a cidade tem muito a oferecer. O cenário, a vida selvagem e a história dramática combinados com sol, praias longas e preços bastante baixos tornaram-no num lugar no topo da “lista de visitas obrigatórias”, ganhando um fluxo constante de turistas todos os anos. E agora é hora de a cidade se colocar no mapa da música eletrônica também.

Fundada em 2006, a Kinky Disco é uma das iniciadoras originais para trazer música eletrônica para a África do Sul e desde então tem desempenhado um papel importante em espalhar sua paixão pela música. Através de seus eventos, eles incentivam talentos locais e apresentam uma ampla seleção de artistas internacionais para seus fãs. Como a cena cresceu, o mesmo aconteceu com a equipe, e hoje você é recebido por um pequeno grupo de pessoas trabalhando juntas para fazer esses festivais acontecerem, revezando-se e ajudando uns aos outros em todos os aspectos das tarefas organizacionais dia e noite. Como tal, há uma vibração muito familiar quando se encontra com os membros da equipe, e todos eles irradiam um verdadeiro amor pela música com a qual estão trabalhando.

Kinky Disco foi um dos primeiros promotores da Cidade do Cabo a fazer eventos neste estilo, e eles continuam a se esforçar para conseguir os melhores locais para seus eventos e desenvolver continuamente luz e decoração. Na chegada ao festival, a primeira coisa que me impressionou foi que eu não conheço nenhum outro lugar no mundo onde esse cenário seria possível. Cerca de uma hora e meia da Cidade do Cabo, eles construíram um enorme palco em uma área de grama ao lado da praia.

De um lado, as montanhas se erguiam atrás do DJ, do outro lado a praia e o oceano irradiavam a luz do sol atrás dos dançarinos. Eles não apenas construíram um enorme palco com um impressionante conceito de luz mapeando-o, mas também o sistema de som e outros recursos técnicos eram de alta qualidade. Além da música, havia um grande bar, uma cervejaria servindo cerveja da Namíbia, uma pequena loja de moda e várias barracas de comida que serviam de tudo, de Pizza a Burritos e por último, mas não menos importante, um café que servia café e lanches deliciosos. Em outras palavras, a localização, no meio do nada, oferecia tudo que o seu coração pode desejar.

Um cenário perfeito para desfrutar de 14 horas de deep house, tech house e techno, tudo isso só é possível devido a uma equipe muito dedicada e trabalhadora.

O quão grande a música eletrônica realmente se tornou na Cidade do Cabo, eu tive um vislumbre de quando estava checando o que mais estava acontecendo no fim de semana. No decorrer das noites, havia uma grande variedade de possibilidades que variavam entre eventos maiores, como o festival Kinky Disco, onde Andreas Henneberg era atração principal, para eventos de clubes com uma mistura de artistas locais e nomes internacionais, como Rampa e Rampue

Não há dúvida em minha mente de que isso teria sido um destaque do diário de viagem de qualquer um. Para todos os amantes de música aventureiros, a combinação de pessoas, cenários, comida, bebidas e eventos de alta qualidade faz com que valha a pena conferir a Cidade do Cabo como um possível próximo destino de viagem. .

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.